Aperitivo Treino IS – Vídeo de expulsão de um acessório de pompoar do meu canal vaginal.

Blog

Incontinência-urinária-na-menopausa-mulher-com-a-mao-na-barriga

Incontinência urinária na menopausa

Incontinência urinária e um assoalho pélvico enfraquecido são problemas bem comuns de mulheres durante a maturidade.

A princípio, quanto mais nos aproximamos da menopausa e da maturidade, maiores as chances de desenvolver a incontinência urinária.

Isso acontece pois, a medida em que vamos envelhecendo, também perdemos força no assoalho pélvico.

Ou seja, um problema está ligado ao outro, já que o assoalho pélvico enfraquecido é um dos fatores de risco para a incontinência urinária.

Por isso, os consultórios de ginecologistas têm agenda lotada de mulheres com incontinência urinária e um assoalho pélvico enfraquecido.

Infelizmente, esse é um problema desagradável, que afasta as pessoas do convívio social.

Mas a boa notícia é que a incontinência urinária e o assoalho pélvico fraco podem ser evitados, quando nos preocupamos com a prevenção.

Incontinência urinária e um assoalho pélvico enfraquecido na menopausa

Segundo a Sociedade Brasileira de Urologia, a incontinência urinária atinge 72% das mulheres no mundo todo, sendo 20% dos casos em mulheres adultas e 50% em idosas.

Falta do controle do xixi, queda de bexiga e queda de útero são alguns dos sintomas relacionados ao avanço da idade, momento em que a região pélvica começa a enfraquecer.

Infelizmente, esses sintomas começam a limitar as pessoas quando não estão em casa, pois o descontrole para urinar, passa a ser incontrolável.

Por isso, é preciso reagir ao descontrole da bexiga e procurar ajuda médica com urgência.

A partir desse incômodo, procuramos a Ginecologista Clarissa Japiassú para explicar um pouco mais sobre o problema. Confira:

clarissa-japiassu-ginecologista
Clarissa Japiassú – Ginecologista e Obstetra – CRM – GO 11468 – A mulher que tem uma ginecologista, como a dra. Clarissa Japiassú, tem muita segurança em sua saúde pélvica.

Aurélia Guilherme – Como a pessoa desenvolve um assoalho pélvico enfraquecido ao longo da vida?

Dra. Clarissa Japiassú – O assoalho pélvico enfraquecido é fruto da consequência da sobrecarga vivenciada ao longo dos anos, principalmente as mulheres.

Ou seja, o organismo sofre falhas na fáscia endopélvica, que podem ser agravadas por alguns fatores, como gestações, partos, obesidade, sedentarismo e tabagismo.

Em consequência disso, a incontinência urinária, que pode ser de esforço ou de urgência, pode aparecer, ou mesmo apresentar piora do quadro, na menopausa.

Aurélia Guilherme – O que pode ser feito para tratar a incontinência urinária?

Dra. Clarissa Japiassú – Para a urgincontinência, desejo urgente de urinar, seguido de uma perda incontrolável de urina, o tratamento clínico é recomendado através de medicamentos.

Entretanto, para a incontinência urinária de esforço, que acontece ao tossir, rir e ao se exercitar, a cirurgia e/ou a fisioterapia do assoalho pélvico apresentam ótimos resultados.

Geralmente, esse tipo de tratamento pode chegar a quase 98% de cura em alguns casos.

Aurélia Guilherme – Quais sinais indicam a hora certa de se procurar um especialista?

Dra. Clarissa Japiassú – Em qualquer idade em que não for mais possível reter a urina, com ou sem esforço físico, é hora de procurar apoio médico.

Embora os sintomas sinalizem a hora certa de procurar um especialista, é importante fazer a prevenção.

Por isso, antes mesmo de apresentar o problema, antecipe uma avaliação e cuide-se para evitar que o problema apareça.

Comece agora mesmo a se prevenir

Uma das formas de fortalecer o assoalho pélvico e evitar a incontinência urinária é através de exercícios que melhoram a saúde da região.

Os exercícios de pompoarismo são uma ótima indicação para evitar esse tipo de problema e o desagradável uso de fraldas na velhice.

Além disso, ao manter um esquema de treino de pompoarismo, você recebe muitos outros benefícios.

Que tal começar agora mesmo?

Conheça o revolucionário Treino IS a potência de um treino de pompoarismo.

 

Compartilhe com quem você quer bem

9 respostas

  1. Hey! I know this is somewhat off topic but I was wondering if you knew
    where I could get a captcha plugin for my comment form?
    I’m using the same blog platform as yours and I’m having problems finding
    one? Thanks a lot!

    Feel free to surf to my web blog; bihis sitiliri 2024

  2. Hey I am so excited I found your webpage, I really found you
    by error, while I was browsing on Askjeeve for something else, Anyhow I am here now and would just like to say
    thanks a lot for a marvelous post and a all round interesting blog (I also love the theme/design), I don’t have time
    to look over it all at the minute but I have book-marked it and also included
    your RSS feeds, so when I have time I will be back to read much more, Please do keep
    up the superb work.

    Also visit my homepage; tipibit giris 2024

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Matérias Relacionadas

Sobre Mim
Aurélia Guilherme

Aurélia Guilherme

Uma jornalista que atua nas entrelinhas

Fale conosco :)
Precisa de ajuda?
Olá, estou interessada no universo da fêmea poderosa