Aperitivo Treino IS – Vídeo de expulsão de um acessório de pompoar do meu canal vaginal.

Blog

Movimento Íntimo Feminino - blog

Queda de cabelo no pós-parto

Queda de cabelo no pós-parto assusta demais.

Eu mesma tive a impressão de que iria ficar careca de tanto cabelo que eu perdi nesse período.

Imagino então a sensação de quem já tem pouco cabelo, como será que deve ser?

Acredito que para a maioria das mulheres, isso é desesperador.

Porém, esse não é um problema sem solução e quando se procura um especialista qualificado, muito pode ser feito para reverter esse quadro.

Queda de cabelo no pós-parto: porque isso acontece?

Pois bem, essa pergunta é óbvia por sermos mulheres orquestradas pelos nossos hormônios.

Mas, mesmo assim, senti a necessidade de levantar essa questão. Por isso, conversei com a dermatologista e tricologista Lorena Dourado Alves, que me confirmou a ligação da queda de cabelo no pós-parto:

“É o que chamamos de Eflúvio Telógeno, que pode começar no final da gravidez, mas frequentemente inicia-se de 2 a 5 meses após o parto, caracterizando-se por intensa queda de cabelo, que dura em média de 1 a 5 meses”, explica a especialista.

De acordo com Lorena, em consequência das alterações hormonais, a gestação, o parto, e a amamentação promovem rápida mudança de fase no ciclo capilar, o que leva ao aumento da queda.

No entanto, embora seja algo preocupante demais para uma mulher, a médica explica que a queda capilar geralmente cessa e o cabelo que caiu, surge de volta.

“O importante é eliminar as causas agravantes como anemia, estresse, infecções ou qualquer outro motivo agravante, além da usual queda de cabelo no pós-parto“, orienta.

Alopécia Androgenética: atenção às mamães portadoras da doença

Entretanto, a tricologista Lorena Dourado diz que em alguns casos, pode haver piora do quadro, especificamente durante o pós-parto em mulheres portadoras de Alopécia Androgenética.

É necessário compreender que essa é uma doença de padrão hereditário em que os cabelos ficam progressivamente mais finos. Depois disso, os fios começam a cair e param de nascer naquele local.

Entretanto, o problema tende a surgir após a puberdade, em consequência da ação hormonal e com uma variedade de formas clínicas.

Infelizmente, a médica diz que, para essas mulheres, comparadas com as não portadoras de Alopécia Androgenética, a queda de cabelo no pós-parto é ainda maior. Além disso, o cabelo não volta a ser reposto novamente, de acordo com a especialista.

E para aquelas que ainda não tiveram manifestação do problema, mas que têm uma genética favorável, o parto pode ser um gatilho que desencadeia o início das manifestações da Alopécia Androgenética.

De qualquer forma, se há queda de cabelo no pós-parto, Lorena afirma que este é o período ideal para iniciar ou intensificar o tratamento.

Diagnóstico: como é feito?

Já vamos antecipar que o diagnóstico correto para a queda de cabelo no pós-parto é importante e deve ser feito o quanto antes para conter o problema.

Vale ressaltar que o especialista indicado deve ser um dermatologista, de preferência com extensão em tricologia.

Além do exame físico, exames laboratoriais que excluem ou evidenciam deficiências vitamínicas, anemias e outras doenças que podem levar à causa da queda de cabelo, também são indicados para maior precisão do diagnóstico.

Dessa forma, segue-se o rastreamento da queda de cabelo no pós-parto com o tricograma, um exame complementar para avaliação da raiz dos cabelos. Esse exame é incrível e determina a porcentagem de fios em processo de queda e também dos fios afinados.

Além disso, a tecnologia traz também a dermatoscopia manual ou digital que faz uma contagem computadorizada dos tipos de fios presentes em determinada área do couro cabeludo, de acordo com a tricologista Lorena Dourado.

Entretanto, este exame não substitui o Tricograma, embora seja complementar para a avaliação do quadro.

Em alguns casos, a biópsia também pode ser recomendada.

Queda de cabelo no pós parto: e agora?

A depender do diagnóstico e do estágio evolutivo da queda de cabelo no pós-parto, a tricologista ainda aponta resultados positivos em medicações para se aplicar no couro cabeludo, sejam isoladas ou associadas com medicamentos orais.

“Além disso, outra forma de tratamento são os lasers de diodo de baixa potência, que promovem uma fotobioestimulação do cabelo melhorando as raízes viáveis”, explica Lorena.

Portanto, não se desespere. Felizmente, há tratamento para queda de cabelo no pós-parto.

Porém, é necessário procurar um especialista em dermatologia, com Título de Especialista pela Sociedade Brasileira de Dermatologia, para iniciar tratamento mais adequado para o seu caso.

Depois de cuidar da você nessa fase tão importante, fique tranquila para aproveitar ao máximo este maravilhoso momento da vida para curtir o seu bebê.

Esse artigo foi útil para você? Compartilhe com outras mulheres que também precisam desse tipo de informação.

 

Compartilhe com quem você quer bem

29 respostas

  1. Thanks for sharing superb informations. Your web site is so cool. I’m impressed by the details that you have on this blog. It reveals how nicely you perceive this subject. Bookmarked this web page, will come back for more articles. You, my friend, ROCK! I found simply the info I already searched all over the place and simply couldn’t come across. What an ideal website.

    [⤢ https://8mod.net/woori/ ⤢]

    우리카지노 추천! 안전한 우리카지노계열을 제공합니다.
    (더킹카지노, 샌즈카지노, 퍼스트카지노, 더존카지노, 코인카지노, 예스카지노, 슈퍼카지노, 33카지노, 메리트카지노, 더온카지노)
    우리카지노 ACE21에서 자신있게 추천드립니다!! 막강한 자본력으로 카지노업계의 선두주자가 된 우리계열 카지노 업체를 소개합니다!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Matérias Relacionadas

Sobre Mim
Aurélia Guilherme

Aurélia Guilherme

Uma jornalista que atua nas entrelinhas

Fale conosco :)
Precisa de ajuda?
Olá, estou interessada no universo da fêmea poderosa